Portugal: eleições e resgate

Opinion / Strategy


Portugal: eleições e resgate
Alvaro Cristovam , Business Consultant, Portugal

para onde nos leva este regime político?


Depois de a tanta coisa pequena se assistir em Portugal, na acção política dos partidos relevantes, o que pensar das eleições de 5 de Junho. Confiar em quem? Sem embargo da validade de um partido nacional e de poder como é o PS, para onde corre Sócrates, o que pretende ainda ? Não se encontraria no PS um rosto novo, limpo, isento, genuino? E depois, como se entende que o PSD/Passos Coelho não consiga descolar decisivamente ??? Será pelo próprio? Será pela sobranceria das "figuras" do partido, que não se comprometem, não apoiam, não participam?
Aparentemente (só?) o país está cansado deste regime político baseado num semi-presidencialismo que se vem definindo como algo inconsequente e passivo, mas não vê forma de o alterar. E, de facto, o país necessitaria já (já que não foi antes) de um poder político forte, de uma estratégia autêntica de recuperação e de desenvolvimento (não de palavras, isso vamos tendo), baseada no trabalho e nos autenticos valores de uma democracia moderna - humilde, centrada nas pessoas, em todas as pessoas, sem podridão, sem esta corrupção e compadrio, sem génios que ganham rios de dinheiro, sem obras de fantasia ou de ego, sem os desvios de racionalidade que são evidentes. É só copiar os nórdicos; porque temos que copiar modelos de que não nos servem?
Receio (às vezes desejo) que a abstenção campeie e se afirme ainda mais desta vez e que obrigue o Presidente a ser activo, muito activo e corajoso. Será capaz? Será que acima dos partidos e dos seus interesses, tantas vezes individuais, vai estar o país? Finalmente agora será isso possível? Ai Presidente, Presidente... p.f. que não se repitam erros passados.
Quanto ao resgaste, inevitável neste momento acredito, para que vai servir? Para que situação nos vai levar ? Será que para o sobrerigor na vida dos desfavorecidos e menos favorecidos e para o conforto das entidades e personalidades que não conseguiram ou não quiseram defender o país dos malefícios do capitalismo financeiro selvagem e apatrida? Quem não receia que assim seja?
Pobre sina deste país ... outra vez o resgate, de novo o FMI e agora com parceiros piores, derivado da incapacidade dos dirigentes, do afastamento dos" homens bons" e da desadequação política em que nos colocaram.





React  |  More on the Author  |  More on this Interest Area



 
About 12manage | Advertising | Link to us | Privacy | Terms of Service
Copyright 2017 12manage - The Executive Fast Track. V14.1 - Last updated: 30-5-2017. All names tm by their owners.