Beabrand united consultants in manegement

Article / Decision-making and Valuation


Beabrand united consultants in manegement
Pedro Sanches , Business Consultant, Portugal

Social responsability


A partir do momento em que os empresários e todos os investidores tomarem consciência que todos os seus investimentos deverão ter um retorno divisível pelo todo, passaremos a ter empresas com colaboradores mais motivados e, consequentemente, empresas mais produtivas, competitivas e socialmente responsáveis. Os mercados exigem uma crescente preocupação dos agentes em questões tão pertinentes como o respeito pelo meio ambiente, o respeito pela igualdade de oportunidades entre homens e mulheres, pelo respeito das condições de trabalho e pelo ser humano enquanto parte integrante da organização. Esta identidade individual de cada empresa, vai servir para identificar cada uma como um agente intervencionista na sociedade, que oferece excelentes condições de trabalho, que respeita os seus compromissos com os seus fornecedores, que respeita a sociedade como um todo, logo, deverá ser premiada pelos seus clientes, através de um processo de decisão de compra muito mais selectivo e responsável. A responsabilidade passa assim a ser mútua, onde temos uma empresa respeitadora e um cliente que, no momento de compra, opta pelas empresas socialmente responsáveis. Como cliente, acredito que este será inevitavelmente o caminho dos mercados e dos seus agentes. Como cidadão, quero acreditar que viremos a ter, cada vez mais, organizações que desenvolvem os seus produtos respeitando os princípios básicos de segurança e de qualidade, que tratam dos seus resíduos duma forma responsável, que cuidam dos seus fornecedores e dos seus clientes de uma forma séria, verdadeira e idónea, que cuidam dos seus colaboradores como indivíduos e como grupos, respeitando os seus interesses e participando activamente no desenvolvimento das suas competências e que, acima de tudo, olham para a sociedade em que estão integradas de uma forma honesta. Como consultor e empresário, acredito que este será um caminho incontornável, e luto com todas as minhas forças para o sucesso destes princípios – princípios básicos de cidadania das organizações. Temos de deixar de ter empresários (desculpem-me – patrões) que julgam ganhar com o facto de despenderem de 2 dias do seu trabalho para arranjar forma de pagar menos uma mão cheia de euros a fulano, ou como “furar” um acordo com beltrano, porque ele próprio fez um mau acordo. Temos de deixar de ter empresários que acreditam que os seus colaboradores são “capital humano”; empresários sem escrúpulos que identificam os clientes como uma mera oportunidade de ganhar dinheiro, independentemente do beneficio que o seu produto ou serviço lhes possa trazer. Temos de deixar de ter empresários que depositam os resíduos das suas indústrias para o meio ambiente, sem qualquer controlo. Mas todos estes exemplos servem, também, para os colaboradores que partilham dos mesmos valores. O Sr. António Ambrósio não deixa de ganhar dinheiro por assumir uma responsabilidade pela sua certificação de qualidade. O Sr. Nabeiro não deixa de ganhar dinheiro por ter um certificado de Responsabilidade Social na sua empresa. O Sr. Ingvar não deixa de ganhar dinheiro por oferecer café aos seus clientes com certificado UTZ. O Sr. Gates não deixa de ganhar dinheiro por ter uma filial da sua empresa considerada a melhor para trabalhar em Portugal. A fileira das empresas socialmente responsáveis e com um elevado índice de desenvolvimento sustentável é cada vez maior. A transversalidade dos interesses irá levar a um compromisso entre agentes económicos, clientes e sociedade, onde serão identificadas as necessidades de cada um, respondidas sempre de uma forma equitativa. Pedro Sanches Silva – consultor e empresário

React  |  More on the Author  |  More on this Interest Area   |  More on this View



 
About 12manage | Advertising | Link to us | Privacy | Terms of Service
Copyright 2017 12manage - The Executive Fast Track. V14.1 - Last updated: 29-5-2017. All names tm by their owners.